Unicef: pelo menos 400 crianças foram mortas desde o início dos protestos na Síria


Da Agência Lusa

Brasília – Pelo menos 400 crianças foram mortas na Síria desde o início da revolta contra o regime do presidente Bashar Al Assad em março de 2011, indicou hoje (7) o Fundo dos Nações Unidas para a Infância (Unicef). Além disso, mais 400 crianças teriam sido detidas.

“Segundo os números de que dispomos, dezembro foi o mês mais violento para as crianças na Síria”, declarou uma porta-voz do Unicef Marixie Mercado. “Há relatórios que indicam que crianças foram detidas arbitrariamente, torturadas e abusadas sexualmente durante a detenção”, acrescentou.

O Unicef está particularmente preocupado com a situação em Homs, no centro da Síria. Entretanto, a porta-voz declarou que o fundo não tem acesso à zona dos ataques e que, por isso, não pode avaliar o número de vítimas. “Os feridos devem ter acesso imediato e incondicional aos cuidados médicos especializados”, insistiu Marixie Mercado.

Esse apelo do Unicef surgiu depois do veto da Rússia e da China no sábado (4) no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas de um projeto de resolução para condenar a repressão do regime sírio.

A repressão já provocou pelo menos 5 mil mortos desde meados de março de 2011, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

Fonte <Agência Brasil>

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s