Pesquisas do CNJ devem motivar reflexão, afirma ministro Peluso


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Cezar Peluso, apresentou hoje (10) o conjunto de publicações “CNJ Pesquisa”, que reúne os estudos realizados pelo CNJ sobre diversos temas, da questão carcerária ao ranking dos maiores litigantes da Justiça no Brasil. “O lançamento é a oportunidade de o CNJ tornar público os dados que vem coletando e de despertar o interesse latente do mundo jurídico e da sociedade em geral pelo aperfeiçoamento do Judiciário”, afirmou.

O conteúdo das dez publicações foi produzido pelo Departamento de Pesquisas Judiciárias do CNJ, alguns em parceria com outras instituições, como o Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA). “Trata-se de uma ferramenta que será de extrema utilidade para a nova gestão que, na próxima semana, estará nas mãos seguras do ministro Ayres Britto”, destacou o presidente do STF. “Tudo isso é resultado de um trabalho silencioso, mas fundamental para se traçarem estratégias de administração do Poder Judiciário e para alertar autoridades de outras áreas para a necessidade de medidas que não são da competência do Poder Judiciário”.

Para o ministro Peluso, as publicações – disponíveis no site do CNJ (www.cnj.jus.br) – fornecem dados estatísticos “sem os quais é impossível planejar qualquer coisa”, e servirão ainda para estudiosos que se disponham a refletir sobre o aperfeiçoamento do Judiciário como prestador de serviços à sociedade.

Fonte STF

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s